A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) apelou hoje ao Governo para que desenvolva medidas de apoio urgente às livrarias ameaçadas de extinção, lembrando o recente encerramento da Aillaud & Lellos, no Chiado, e da Book House, no Saldanha.

“A evolução do mercado e a falta de apoios consistentes e bem direcionados faz com que aumente o número de livrarias que fecham as suas portas, vedando o acesso aos livros, consumando a destruição de espaços de encontro e de convívio e o inevitável empobrecimento da vida cultural do país”, afirma a SPA em comunicado, lembrando o encerramento de mais duas livrarias, em Lisboa.
A situação é explicada com o “volume elevado das rendas” e a própria crise do mercado, sendo, por